Seu portal de Notícias, Festas e Eventos.

Com 537 novas ambulâncias, cobertura do Samu 192 vai alcançar 93% da população

Investimento de R$ 119 milhões para SAMU 192 e de R$ 112,8 milhões para Centrais de Regulação de Urgências beneficia 12,2 milhões de pessoas

Os investimentos da primeira etapa do novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC), eixo Saúde, nas modalidades Samu 192 e Centrais de Regulação de Urgências vão beneficiar, juntos, 12,2 milhões de pessoas com a doação de 537 novas ambulâncias e a construção de 14 novas Centrais. Somadas, as duas ações vão elevar a cobertura nacional do serviço de atendimento móvel de urgência de 87% para 93% da população.

 


Foto: Julia Prado/MS

 

Apenas na modalidade SAMU 192, o Novo PAC Saúde vai doar 350 novas ambulâncias para 14 estados, de todas as regiões brasileiras. Com isso, 5,8 milhões de pessoas passarão a receber cobertura do serviço de atendimento às chamadas de emergência relacionadas a situações de saúde, acidentes e outros eventos que exijam assistência médica imediata. O investimento total é de R$119 milhões. E o valor unitário é de R$324 mil para Unidades de Suporte Básico (USB) e de R$ 470 mil para Unidades de Suporte Avançado (USA), popularmente conhecida como UTI móvel. 

 

Para a seleção de propostas por parte dos estados e dos municípios, os critérios prioritários foram: menor percentual de cobertura do SAMU 192 na Macrorregião de Saúde e elevado tempo-resposta na região de cobertura da Central de Regulação. 

 

Em relação à construção de Centrais de Regulação de Urgências equipadas com ambulâncias, serão contemplados 14 municípios, de 8 estados. Essas Centrais têm a função de coordenar e de regular as unidades móveis do SAMU na região onde estão inseridas. 

 

A meta inicial do Novo PAC Saúde foi de construir 8 Centrais e doar 250 ambulâncias. Contudo, diante das solicitações elegíveis – e dos parâmetros aplicados de necessidade de ambulâncias para as Centrais –, a equipe técnica do Ministério da Saúde chegou ao quantitativo de 187 ambulâncias para 14 Centrais. Dessa forma, o recurso referente à diferença de 63 ambulâncias foi destinado à construção de mais 6 Centrais. O investimento total é de R$ 112,8 milhões, sendo o valor unitário por Central de R$ 3 milhões e o valor médio por ambulância, de R$ 378 mil. 

 

Com as propostas selecionadas, mais de 6,4 milhões de pessoas estarão cobertas pelo serviço. A ação também preencheu o vazio absoluto do estado do Mato Grosso, a partir da mudança de abrangência da Central de Cuiabá e da construção de mais uma Central no estado; e levou os estados do Amapá e do Rio de Janeiro à cobertura de 100%. 

 

Os critérios de seleção de propostas de construção de Centrais levaram em conta as Macrorregiões de Saúde sem cobertura de SAMU 192 e o menor percentual de cobertura do SAMU 192 na Região de Saúde.  

Fonte: Ministério da Saúde

Postagem: 24 Mar. 2024

Outras notícias

PM Ambiental detêm dupla e apreende balões em SP

Os suspeitos foram autuados pelo crime ambiental de soltura de balões e conduzidos ao 14º Distrito Policial, onde prestaram depoimentos.

15 Abr. 2024

Abril Azul: Conscientização e combate à discriminação sobre o Transtorno do Espectro Autista

Cada pessoa autista é única e nem todos têm as mesmas características. No entanto, alguns comportamentos comuns são o apego excessivo a rotinas, ações repetitivas, uso recorrente de linguagem, forte interesse em coisas específicas, entre outras.

15 Abr. 2024

Destaque1000.com.br

Todos os direitos reservados. 2005 / 2024
Desenvolvido por artistadaweb AW